sexta-feira, 24 de novembro de 2017

POLITIQUÊS




Alavancar e elencar são, a par com implementar, verbos de relevância fundamental no discurso, que um bom político não pode dispensar. Bom, subentenda-se, no sentido de bom para ele próprio, homem de fibra com muita resiliência, preparado para o stress dos timings e dos feedbacks, numa conjuntura apertada e envolvente, cujo contexto apresenta uma problemática exigente, mas nada que um briefing com os colaboradores, depois de enumerar prioridades e estabelecer compromissos, não resulte numa estratégia de curto prazo com definição de metas e objectivos, para resolver a problemática dos diversos sectores abrangidos pelo responsável, que irá definir, monitorizar e partilhar tarefas, de modo a dar resposta cabal ao tema através de medidas adequadas para o efeito e cumprir, escrupulosamente, com o respectivo deadline sem ultrapassar a linha vermelha do budget.

Perceberam?