sexta-feira, 9 de junho de 2017

VONTADE



Pinterest

A última crónica na Revista Caliban
https://revistacaliban.net/vontade-c54d9a8fedb9


Entrou no autocarro com os sacos de compras e conseguiu arranjar um lugar lá no fundo. Sentou-se, pôs a mala no colo e os sacos apoiados no chão entre as pernas. Olhou de soslaio para as formas musculadas de um rapaz novo sentado ao seu lado. Achou que seria um tipo de confiança para passar uns bons momentos e deu-lhe, logo ali, uma vontade que até então nunca tivera, de sair na paragem seguinte, agarrar-lhe no sexo, dizer-lhe que era uma fêmea com cio, sedenta de se esfregar no seu corpo e apanhar um táxi para uma pensão reles, mas acabaram a falar na família, irmãos, primos e tios, a crise, o desemprego, e o trânsito que estava uma merda. Resmungaram o nome um ao outro, ele deu-lhe o número de telefone a imaginar que era a mulher que ele queria, ela saiu, olhou para o cartão, sorriu, suspirou, sentiu uns calores e olhou para o relógio. Estava em cima da hora, daí a pouco chegava o marido, irritado e deprimido por se encontrar sem trabalho, capaz de moê-la de pancada se não tivesse o jantar pronto e a sogra já devia ter a fralda toda molhada…