Imagem de Nick Vesey

Imagem de Nick Vesey

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

URGÊNCIA



Original bronze sculpture by Jesus Curia Perez — Paris Art Web


A crónica na Revista Caliban: https://caliban.pt/urg%C3%AAncia-b3fed82e76d9#.r29qkq225



Procuro, com urgência, morrer a tempo sobre o teu corpo enquanto o texto está desarrumado e nós continuamos indefinidos, numa vertigem que se torna plural.
Peço-te que fiques sempre mais um pouco, sobra de vontade, o desejo, que entre nós, se coloca, sempre, a seguir à vírgula.
Dás-me o corpo por inteiro de uma vez. Viajamos na transgressão, conspiramos contra o mundo, corremos, e ele, mais que nós.
Perdemos forças.
A vontade é um sopro que se abafa no peito em dia de finados.
Passou.
O mar continua lá, aos altos e baixos, a entrar-me pela janela.
E de repente chega a manhã longe de ti, metade incerta de um destino que já fui.
Morro um pouco em todos os lugares por onde passo e onde procuro por ti.
Nalgum ponto da nossa vida tudo vai correr bem para os dois, se o tempo parar e conseguirmos ser aquilo que o destino nos omitiu…
A claridade depressa se torna noite.
Derramo os últimos versos de amor no diário e aguardo que a realidade deixe de ser um incómodo.







terça-feira, 29 de novembro de 2016

VAMOS LÁ VER SE EU PERCEBI







Vamos lá a ver se eu percebi…

O governo convida um indivíduo para presidir ao banco público no qual, nós, contribuintes, vamos enterrar dois mil milhões de euros na sua recapitalização. O indivíduo ia empochar 423 mil euros/ano, mas sem a maçada de ter que tornar pública a sua declaração de rendimentos. Da esquerda à direita ninguém contestou a exorbitância do salário. O homem demite-se. O BCE espera, a direita regozija-se com a demissão e tudo está bem, a esquerda diz que a culpa da demissão é da direita e tudo está bem, o presidente, travestido de cicerone de monarcas não eleitos, assobia para o lado e tudo está bem. O demissionário não justifica a demissão. O governo, bom aluno, não precisa de explicações e prepara novos convites para torrar 423 mil euros de salário e tudo está bem. O povo não reclama, o Benfica encavou o Moreirense e tudo está bem….

Eu não percebi, mas “prontos” está bem!

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

CHOCOLATE SUÍÇO









Que bom que é abrir a caixa do correio e ter lá dentro um chocolate suíço vindo da... Suíça...
Uma gentileza da Domingas Duarte que, lá dos Alpes, para além de acompanhar desde longa data os textos, as letras e escritos que aqui vamos semeando, se lembrou, também, de açucarar o meu dia. Obviamente, o chocolate terá um prazo de vida curto, fonte de energia e inspiração para novas palavras. E que a gente continue a cruzar caminhos desta forma porque é desta forma que o mundo se torna melhor.

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

MÃO-DE-OBRA



Foto de Iamsrook



Liberto o desejo para que soubesses a que distância estamos de nós. As palavras são teimosas e sem idade, sem caminho ou companhia. O amor está parado por falta de mão-de-obra, à espera que o vento mude, enquanto se movem os girassóis e a tarde se estende com vontade de ser luar.